Galeria
Galeria
Avaliação das Funcionalidades

Cada vez mais no aproximamos de um conceito de vestuário como uma segunda pele, que pode proteger, estimular, hidratar, relaxar ou mesmo servir de suporte para os mais variados acessórios que permitem comunicar, transmitir e exteriorizar sensações, ou monitorizar e controlar os sinais vitais.


O CITEVE, no âmbito da sua actividade laboratorial, tem vindo também a trabalhar na definição de metodologias de validação das novas funcionalidades. Para isso é preciso ter em consideração a caracterização do substrato têxtil base, a definição da funcionalidade, a quantificação da "função" e a caracterização do elemento indutor da funcionalidade (o "funcionalizador").


A introdução de produtos antimicrobianos, antiácaros e antitraça no processo de ultimação têxtil e o conceito de têxtil "saudável" tem vindo a reforçar a importância deste tipo de caracterizações, nomeadamente através de ensaios no domínio da Microbiologia Têxtil.


Não menos importante é a capacidade de medir e quantificar as características de conforto que determinado artigo possui, quer em condições normais de utilização, quer quando sujeito a condições extremas de temperatura, humidade ou pressão. Os ensaios no domínio do conforto visam caracterizar, precisamente, essas propriedades dos artigos, em grande medida ligadas a conceitos como a respirabilidade ou o equilíbrio termodinâmico



Ana Paula Fonte

Lab Física Têxtil

afonte@citeve.pt

+351 252 300 300



Desenvolvido por:
   Powered by: